segunda-feira, 6 de abril de 2009

...

Defensor do samba de gafieira tradicional, Carlos Bolacha desenvolveu uma forma de dançar com dinâmica e variações de figuras, em que resgata em sua casa a Cachanga do Malandro a essência do samba, conquistando assim, muitos jovens dançarinos, freqüentadores desta gafieira, que se identificam com a modernidade associada ao tradicional; Sendo este o fator determinante que encanta a todos que freqüentam e que conhecem a casa pela primeira vez.
O baile que acontece todas as Sextas feiras, já é referência na cidade, e reúne grandes nomes de profissionais que ali se encontram para dançar sem hora para acabar.

Tamanha é a popularidade da casa, que muitos dançarinos de fora da cidade e do Estado, quando estão no Rio de Janeiro, fazem questão de conhecer o local, que completa cinco anos de sucesso, mantendo sempre uma média de grande público.

Outro diferencial da casa é o repertório, resultado de um trabalho de pesquisa, e sensibilidade deste que não só domina a arte da dança, como a arte de cantar com os pés. Com uma seleção de músicas inigualável, o público não deixa que Bolacha se afaste do comando do som. Porém a casa também conta com a presença de um dos mais conhecidos djs do Rio de Janeiro, DJ Marcelinho, que assume o comando após a 01:00. Em vista do sucesso deste repertório, e da energia de seu baile, que vem sendo amplamente conhecida, e divulgada no meio, Carlos bolacha leva agora um pouco da NOITE DA CACHANGA para outros lugares do Brasil.

Hoje desenvolve também workshops, em que ensina seus passos de samba de gafieira, e aulas de samba show, mostrando assim que a gafieira tradicional não faz parte apenas de uma realidade dos salões, mas também está presente nos palcos.

2 comentários: